Tecnologia fibra óptica CBSK Itapevi

Condomínio Industrial e Logístico em Itapevi


CBSK ITAPEVI

Nos últimos dois anos, marcados por uma série de grandes mudanças nas áreas da política e economia nacional, nasce o empreendimento CBSK ITAPEVI, desafiando todas as adversidades decorrentes destas mudanças. Configura-se como um empreendimento que, através do seu projeto inovador e da meritocracia ali estabelecida, entra no ano de 2017, como um dos empreendimentos mais promissores no Brasil no segmento de Condomínios Industriais e Logísticos. Para vencer os desafios impostos por essas mudanças, o empreendimento CBSK ITAPEVI buscou criteriosamente parcerias no mercado que estivessem alinhadas com sua visão de Condomínios Industriais e Logísticos, através do uso irrestrito das melhores tecnologias disponíveis no segmento, com adoção dos padrões de excelência em todos seus elementos construtivos, com aproveitamento e preservação dos recursos naturais em seu entorno. Neste sentido, os investimentos se deram de forma organizada e planejada, com vistas a obtenção dos melhores resultados para os seus investidores e usuários, adotando fielmente a pratica do fazer “com menos” para “obter mais e melhor”. Um dos destaques de inovação no CBSK ITAPEVI e do “fazer com menos para obter mais e melhor”, diz respeito a implementação da primeira rede de comunicação no segmento de Condomínio Industrial e Logístico no Brasil, que faz uso pleno da tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network) para trafegar internet, telefonia, vídeo e multimídia no mesmo cabo óptico, ou seja, uma rede totalmente em fibra óptica de alta performance, desde os links de acessos de voz e dados na entrada no empreendimento,

através das concessionárias de telecomunicações, até o ponto de interesse do usuário. A solução escolhida pelo CBSK ITAPEVI é baseada na tecnologia GPON,

que conceitualmente é uma rede com topologia ponto-multiponto, para entrega de serviços tripleplay (dados, voz e vídeo), sendo que entre um único equipamento de agregação da rede (Core) e os equipamentos presentes nas áreas de trabalho (work areas), existem apenas elementos ópticos passivos, portanto, trata-se de uma evolução das redes convencionais em cabeamento estruturado atualmente adotada em empreendimentos desta natureza. Trata-se, portanto, de implantação de um projeto pioneiro no Brasil em Condomínios Industriais e Logísticos, proporcionando vantagens e ganhos expressivos para:

a) Investidores:

- Redução de 25% ou mais nos investimentos em projeto e construção (instalação e certificação) da rede óptica em tecnologia GPON se comparado com uma rede tradicional em par metálico (redes estruturadas), para a mesma quantidade de pontos de voz, dados e vídeo;

- Redução expressiva nos investimentos da infraestrutura física (eletrocalhas, tubulações, calhas) e economia relevante no metro quadrado de construção, para efeito de suportar os cabos ópticos e dispositivos correspondentes, considerando que cada fibra pode transportar informações para vários dispositivos finais (voz, dados e vídeo) em um único cabo;

- Investimentos reduzidos na construção da “Sala Técnica” principal do empreendimento, conhecido como “sala de telecom” ou “DG”. No caso da rede óptica utiliza-se um espaço 50% menor se comparado com uma rede em par metálico (rede estruturada);

- Não há investimento em “áreas de trabalho” ou “shafts” distribuídos no(s) pavimento(s)”, onde são instalados os equipamentos para distribuir sinais de telefonia, internet e vídeo para uma determinada quantidade de Galpões. No caso da rede óptica, a distância a ser percorrida pelo cabo óptico da sala técnica principal (DG) até o ponto de interesse do usuário, pode ser de até 20 Km, diferentemente da rede em par metálico (rede estruturada), cuja distância é de no máximo 90 metros, de onde advém a necessidade de dispor de várias áreas de trabalho. A redução de espaço evidencia ganhos financeiros por metro quadrado de construção;

- % atraente para TIR, função da tecnologia permitir tecnicamente o uso de qualquer demanda por recursos de voz, dados e vídeo, consequentemente facilitando a comercialização e locação de espaços para uma grande variedade de negócios e serviços no condomínio.

b) Administração do Condomínio

- Redução significativa nos custos de manutenção dos equipamentos ativos, considerando que na rede óptica é acessado um número reduzidíssimo destes equipamentos para configuração, programação, operação e eventual reposição de peças;

- Bens de infraestrutura e ativos facilmente patrimonializados;

- Aumento de performance no uso da internet para atendimento das suas necessidades e demandas de comunicação através deste

recurso;

- Permite uso intensivo dos recursos da tecnologia IP, com consequente redução dos custos finais nas contas de telefonia e internet (“menos com mais”);

- Ausência de equipamentos ativos nas salas técnicas ou shafts, facilitando os projetos elétricos, de segurança e de condicionamento de ar nos ambientes;

- Redução significativa no consumo de energia elétrica, considerando uma diminuição dos circuitos elétricos, resultando em uma rede elétrica mais eficiente no ponto de vista do consumo de energia elétrica;

- Disponibilização de infraestrutura e recursos técnicos suficientes por um longo tempo para utilização no ambiente do condomínio, dos atuais e futuros dispositivos eletrônicos, proporcionando assim novas tecnologias sem necessidade de novos investimentos.

c) Usuários do Condomínio (Condôminos)

- Permitir dispor de uma grande variedade de recursos de voz , dados e vídeo que possam atender sob medida seu negócio, de acordo com sua demanda atual e futura, sem qualquer tipo de restrição tecnológica;

- Possibilidade inerente desta tecnologia na redução nos custos dos serviços de telefonia, internet e vídeo;

- Opção para utilizar diversas operadoras, concessionárias e serviços que melhor lhe convier;

- Permitir gestão exclusiva de seu consumo dos serviços contratados da operadora / concessionária de telecomunicações ou empresas correlatas;

- Os pontos de voz, dados e vídeo são entregues no ponto de interesse do usuário.

- Permitir acessos às redes WIFI, móveis 4G / 5G, aplicativos de Geolocalização e Monitoramento e de outras que poderão ser utilizadas no condomínio, de forma segura, com alta velocidade e qualidade de internet garantidas pela rede GPON.

FlashCom Telecomunicações