Os principais tipos de manutenção predial

Divisão | Administração de Condomínios


O gasto com consertos é sempre maior do que com a prevenção. Por isso, para manter um prédio comercial funcionando 100%, garantindo a qualidade e segurança dos ocupantes e poupando dinheiro, existe a manutenção predial. 

Vamos ver os principais tipos de manutenção e as áreas em que são feitas. 

Os Tipos de Manutenção  

Existem três tipos principais de manutenção: A preventiva, a corretiva e a preditiva.  

A preventiva consiste em práticas que têm como objetivo impedir que certos defeitos, acidentes ou uma queda de performance ocorram. Para isso, é preciso fazer inspeções periódicas em todos os setores do prédio. 

Já a manutenção corretiva é o tipo que mais se deve evitar por, normalmente, ser mais cara. Ela consiste na manutenção de equipamentos após alguma avaria ou mau funcionamento. Infelizmente, é praticamente impossível eliminar totalmente essa modalidade, porém, sua incidência pode ser bem menor, se as outras manutenções forem feitas corretamente.

Por fim, existe a manutenção preditiva, que é semelhante à preventiva por ter os mesmos objetivos. A diferença é que esse tipo de prática prevê uma mudança de uso, ou algum possível problema, ou uma expansão do negócio. Seja o que for, ela estipula uma situação futura e busca fazer medidas prévias para evitar falhas.

Agora, veremos quais são os setores mais comuns a terem manutenção. 

As áreas a serem trabalhadas

A conservação elétrica é um aspecto fundamental da segurança de um edifício. Isso porque a maioria dos incêndios vem de algum problema nesse setor. Por conta disso manutenções, por menores que sejam como a troca de um disjuntor, podem ter consequências graves se não forem feitas de maneira correta. O ideal, é sempre ter um profissional para lidar com a manutenção de toda a parte elétrica. 

Além desse, o sistema hidráulico também merece um cuidado constante. A ABNT dispõe de uma série de normas em relação à manutenção hidráulica em prédios que, na sua maioria, reforça a importância de inspeções periódicas nos principais componentes do sistema. Esse tipo de atividade previne problemas comuns como sujeiras nas caixas de gordura, mau funcionamento de sprinklers e diminuição das potências de vasos sanitários, levando a entupimentos. Essas ações também incluem as bombas e caixa d'água.

Vazamentos de gás também podem ser perigosos caso não sejam detectados a tempo. A maneira mais segura de impedir que aconteçam é com a manutenção preventiva especializada. 

Equipamentos de segurança em casos de incêndio como extintores, além das portas corta-fogo devem estar sempre funcionando em caso de emergência e instrumentos de segurança geral como câmeras, cercas elétricas, bollards, cancelas de aço e possíveis alarmes devem ser avaliados pela assistência técnica das empresas que oferecem esse tipo de serviço, ou algum outro profissional especializado.

Por fim, é necessário fazer uma manutenção estrutural no prédio. É preciso reforçar a pintura, conservação de telhas e para-raios além de manutenções em elevadores e escadas rolantes.    

A manutenção predial é fundamental para a segurança e o funcionamento de qualquer comércio ou negócio. Para saber mais sobre esse e outros aspectos do ramo imobiliário, acesse aqui.