O que é gerenciamento de obras?

Divisão | Gerenciamento de Obras e Projetos


Ainda que faça parte da rotina de várias pessoas e do desenvolvimento de lugares, ambientes e cidades, o gerenciamento de obras é, ainda, uma atividade pouco entendida.

Isso porque essa atividade é complexa, exigindo conhecimento amplo e multidisciplinar, que vai desde o acompanhamento da elaboração do planejamento até a definição do orçamento, recursos e controle de execução dos projetos.

Saber gerenciar bem uma obra é indispensável para que ela obtenha sucesso, por isso é tão importante entender o que é gerenciamento de obras. Ciente da importância dessa atividade, preparamos este texto, que contempla não só o que é gerenciamento de obras, mas também as suas funções, processos e etapas.

Então, o que é gerenciamento de obras?

De acordo com o engenheiro e professor da USP, Luiz Reynaldo de Azevedo, podemos entender por gerenciamento de obras a atividade que se responsabiliza pela efetivação da obra ou projeto. Isto é, cabe ao gerenciamento de obras administrar uma série de fatores que estão relacionados à obra para que essa se efetive, ou seja, se materialize, no tempo proposto e dentro do que foi planejado.

Para que o gerenciamento de obras seja eficaz é necessário gerir não só recursos pessoais e materiais, mas também o tempo, custos, controle de qualidade da obra, entre outras questões. De modo a fazer com que a obra atenda aos seus objetivos e satisfaça a todos aqueles que nela estiverem envolvidos.

Funções, processos e etapas do gerenciamento de obras

Basicamente, os estudiosos da gestão de obras assentam o seu gerenciamento em três dimensões: funções, processos e etapas. Vamos entender um pouco sobre cada uma, de modo a fazer você se tornar um expert no assunto.

A) Funções

As funções significam o que gerenciar e, entre elas, podemos identificar:

•        Definições de responsabilidades e tarefas;

•        Planejamento e controle de tempo;

•        Elaboração de cronograma de atividades e cronograma físico-financeiro;

•        Custos;

•        Controle de execução e de qualidade da obra;

•        Recursos humanos e materiais;

•        Análise de risco em relação aos objetivos da obra;

•        Gestão de contrato de fornecimento de materiais, etc. 

B) Processos

Os processos dizem respeito à maneira como gerenciar o desenvolvimento das atividades.

Aqui você planejará, organizará e coordenará as atividades da obra, buscando fazer com que cada uma seja realizada eficientemente e atinja o objetivo global do projeto, através de monitoramento e controle constante.

C) Etapas

As etapas são formas de facilitar o gerenciamento da obra a longo prazo. É aquele famoso check-list que contempla todo o passo a passo para o desenvolvimento do projeto. Pensa-se na gestão do projeto desde a sua concepção, passando pela elaboração do planejamento, execução e finalização da obra.

É importante que cada etapa seja pensada e definida com detalhes, para que o gerenciamento de obras se dê da maneira mais eficiente possível.

Resumindo, as funções são aquelas atividades mais específicas do gerenciamento da obra, os processos definem a maneira como as gerenciamos e as etapas oferecem uma visão macro de todo o passo a passo, para o desenvolvimento da obra a longo prazo.

Ficou interessado (a) em mais assuntos como esse? É só acompanhar o nosso site para ter acesso a artigos exclusivos.